NILSON RUTIZAT
Escrever para mim é como respirar, eu preciso escrever para continuar vivo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
O erro é seu
Não venha me dizer amigo
Que é errado roubar,
Que é crime usar drogas
Que tenho que me controlar
Você não sabe nada de mim
Não sabe por que vivo assim
E nem quer me ajudar.

Você me chama de ladrão
Por que roubo comida,
Você rouba o povo
E destrói muitas vidas,
Desvia dinheiro, sei lá pra onde,
Por trás do seu cargo se esconde
Vendo muitas vidas perdidas.

Por que me chama de vilão?
Esse papel é todo seu
Sou eu quem vive na sarjeta,
A vitima aqui sou eu.
Sou vítima do capitalismo
Do governo e seu canibalismo
Da inflação que não desceu.

Sou o retrato da corrupção
Sou vítima de traficantes.
Minha família não me amou
E hoje das drogas sou amante
Não me diga então o que amar
Vocês não querem me amparar,
Pra vocês sou repugnante.

Não é justo o que fazem
Vocês sempre se dão bem
E como eu, muitos
Vítimas de vocês também
Não venha agora querer ver
O errado aqui é você
Eu sou apenas o Zé Ninguém.
Nilson Rutizat
Enviado por Nilson Rutizat em 02/06/2012
Comentários