NILSON RUTIZAT
Escrever para mim é como respirar, eu preciso escrever para continuar vivo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
COMO ACONTECEU
Como pode um caboclo
matuto aqui do sertão,
Amar assim tão intensamente
e até perder a razão!?
Vivendo de amor somente
mesmo vivendo na solidão.

Te conheci não faz tempo
mas, já te amo demais
Foi um tal de "FACEBOOK",
onde moças encontra rapaz,
Que conheci um pouco de te
só um pouco e nada mais.

Você tão bela e jovem
vivendo de mim tão longe,
Do outro lado do horizonte
bem onde o sol se esconde,
Falando até outra língua,
andando de metrô, eu de bonde

Estudando engenharia
e eu, LETRAS estudando,
Mesmo tão longe assim
a gente foi se aproximando
E sem nunca ter se visto antes
fomos nos apaixonando...

Aprendi a falar tua língua
e passamos a nos comunicar,
E fomos nos vendo na "WEBCAM"
e de novo, comecei me apaixonar.
Hoje, já fazem quatro meses
que começamos a namorar

Não sei como as pessoas
veem um namoro virtual,
Pra mim, isso não importa,
o que importa é que ta legal.
Mesmo você tão distante
te amo e te quero igual,

Igual a quem já se conhece
talvez, te amo além
Porque amo sua alma
e não somente o que o seu corpo tem,
Amo nossas bobagens
e nossos momentos também.

Sonho com o dia
em que vamos nos conhecer,
O momento que vou te abraçar
e que com você vou viver,
Onde vamos morar
e como é que vai ser.

São muitos sonhos
envolvidos nesse amor.
Mas, assim somos nós
dois, ou um só sonhador,
Que não deixa amar
por ter medo da dor.

Hoje não tenho medo
de dizer: - Estou apaixonado -
Isso não é mais segredo
porque ao seu lado
Descobri que amar
é também se deixar ser amado.
Nilson Rutizat
Enviado por Nilson Rutizat em 02/11/2013
Comentários