NILSON RUTIZAT
Escrever para mim é como respirar, eu preciso escrever para continuar vivo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
Cordel Interativo: A maldade do Homem
DEIXA SUA CONTRIBUIÇÃO PARA ESSE CORDEL. AS RIMAS DEVEM SEGUIR O PADRÃO A/B/B/A/A/C/C/D/D/C OBRIGADO E PARTICIPEM!

Esse mundo ta perdido A
Não existe mais salvação B
Pra essa infeliz nação B
De ódio desmedido, A
De coração apodrecido A
Onde só existe Rancor C
Não existe mais amor C
E só se pensa em matar D
Eles não vão perdoar  D
Pois a ninguém tem temor C

Eles estão sempre a guerrear
Não se preocupam com ninguém
Nem sabe o que é o bem,
Explodem, atiram é de lascar
Não Param para analisar
Matam seja lá quem for
Morre pai, filho e avô
E nem adianta chorar
Eles não vão perdoar
Pois a ninguém tem temor.

CONTRIBUIÇÕES:

Disseste uma verdade
Aqui só tem covardia
Onde o mal a reveria
Destrói a felicidade
Pois sabe-se que a maldade
Se instalou no coração
De milhares neste chão
É onde o ódio domina
Parece ser nossa sina
Morrer aqui sem perdão
                                           Poeta - CBPOESIAS.
                                                OBRIGADO!
Vê uma criança morta
Um jovem ou um ancião
Seja na televisão
Ou no pé da sua porta
Quase ninguém mais se importa
Já virou coisa banal.
A luta do bem e o mal
Não se sabe quem venceu
E o que não se converteu
Samba nesse "carnaval"...

                                              Poeta - Damião Metamorfose.
                                                          OBRIGADO!

Poucos eu sei que existe
Mas eu sei que ainda tem
Na terra, gente de bem
Que com o que vê fica triste
Mas de lutar, não desiste
Pois são servos do Senhor
Lutam com fé e amor
Porque no Céu, quer morar
Eles vão sim, perdoar
Porque de Deus, têm temor.

                                                   Poeta - Tiago Duarte.
                                                          OBRIGADO!
O homem é um animal
Armado até os dentes
E dos outros é diferente,
Pois diz ser racional.
Mas praticam sempre o mal
E falam em nome do amor
Buscam sempre o pavor
E em tudo querem mandar
Eles não vão perdoar
Pois a ninguém tem temor.

Degolam seus semelhantes
Praticam a corrupção,
Destrói uma nação
Em questão de instante.
E mesmo tendo a fé
Matam homem e mulher,
Espalham no mundo o terror
E o seu Deus Criador
Não aparece para salvar
Eles não vão perdoar
Pois a ninguém tem temor.
Nilson Rutizat
Enviado por Nilson Rutizat em 10/08/2014
Alterado em 07/12/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários