NILSON RUTIZAT
Escrever para mim é como respirar, eu preciso escrever para continuar vivo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
AMORES RASOS

Novamente eu quebrei a cara
Tal qual se faz com os vasos.
Parece até que eu tenho tara
De mergulhar em amores rasos.

Disseram-me para ter cuidado,
Para ir com calma, não se afobar.
Eu não ouvi, estava apaixonado
Pulei de cara, não pude evitar.

Nesses amores que mugulhei,
Nada mais que superfície existia.
Eu tolo, completo me entreguei
A quem sequer amor me prometia.

Eu mergulhei com tanta vontade,
Pois queria mesmo era me afogar.
Não consegui enxergar a verdade,
Que ali ninguém estava para amar.

Agora resurgo do fundo desse amor,
Quebrado, pronto para me refazer.
Mas como os vasos, eu sei que vou
Carregar as marcas desse padecer.
Nilson Rutizat
Enviado por Nilson Rutizat em 24/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários