NILSON RUTIZAT
Escrever para mim é como respirar, eu preciso escrever para continuar vivo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
MATADOURO

Era para ser amor,
Era pra ser felicidade.
Mas no lugar de flor,
De carinho e de amor
Ele só ofereceu maldade.

A lua foi doce, de mel.
Um sabor que não durou.
O doce virou amargo, fel.
Ela não conheceu o céu,
Apenas a tristeza e a dor.

Primeiro doeu o coração,
Ela descobriu a violência.
Começou com um palavrão,
Depois veio o empurrão
E não lhe faltou ofensa.

Mas ela não desistiu,
Na mudança dele acreditou.
E de novo ele a agrediu,
O dono dela se sentiu,
E sendo seu dono a matou.
Nilson Rutizat
Enviado por Nilson Rutizat em 12/12/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários